Ensinando às crianças a arte de se acalmar – Parte 02

avatar de Daniela Degani
Daniela Degani

No meu último texto aqui no blog do bora.aí contei um pouco sobre como a meditação me ajudou a ensinar às crianças a arte de se acalmar. E, antes que você feche essa página pensando: “que bobagem, qual criança vai ficar parada meditando?!” - já adianto: provavelmente nenhuma. Ou muito poucas. E nem precisa! Existem técnicas apropriadas para cada idade. E a chave aqui é o LÚDICO. Como diz a grande referência neste campo, Susan Kaiser Greenland, autora do livro “Meditação em Ação para Crianças”: a prática tem que ser simples, divertida e bem-humorada! Então vamos lá! Abaixo 3 atividades para ensinar aos pequenos a arte de acalmar-se:

  1. Meditação da borboleta: diga às crianças que as borboletas gostam muito de sentir a respiração das crianças. Convide a criança a imaginar uma borboletinha pousando em seu nariz, ela só quer sentir a sua respiração! Mas as borboletas se assustam facilmente, então temos que ficar com o corpo tranquilo, relaxado, só respirando, imaginando que estamos ajudando a borboletinha a se acalmar. Depois de um tempinho, que pode ser uns 30 a 40 segundos, a borboletinha pode voar para o peito, barriga e outras partes do corpo, de acordo com interesse da criança.
  2. Meditação da lagarta: antes de ser borboleta, nossa amiga imaginária foi uma lagarta. Coloque a mão esquerda virada com a palma para cima e o indicador da mão direta no centro da palma. Nosso dedo indicador direito é a lagarta e ela vai caminhar até a ponta de cada um dos dedos da mão esquerda, inspirando, e retorna ao centro a cada vez, e expiramos. Oriente a criança para prestar muita atenção nos movimentos da “lagarta”, nas sensações que isso traz e em sua respiração.
  3. Vamos colocar o “boneco/bicho de pelúcia/Super-Homem” para dormir? Essa prática é boa para fazer a noite, antes da hora de dormir. Deite a criança com seu personagem favorito sobre sua barriga e diga a ela para “niná-lo” com os movimentos de sua respiração. Podemos explicar que respirações profundas ajudam a gente a diminuir a agitação e ter um sono tranquilo.

No texto anterior falei que parar o chilique de uma criança com um simples “você precisa se acalmar” é tão inútil quanto estar do lado de fora tentando parar um carro desenfreado numa descida. Isso porque o freio está DENTRO do carro! Da mesma forma, a capacidade de acalmar-se também é algo que está no interior de cada criança. E podemos, através de atividades simples, ajudá-las a desenvolver esta habilidade para conseguirem se acalmar mais facilmente, quando assim desejarem. Quando perguntado pela sua mãe o que havia acontecido com seus ataques de braveza, que diminuíram de frequência e intensidade, Leo, 8 anos, aluno de meditação da MindKids, simplesmente respondeu: eu aprendi a respirar.

Estas atividades descritas acima são inspiradas nos princípios milenares da meditação, testadas e aprovadas pelas crianças: as daqui de casa, dos grupos de meditação infantil que conduzo e das escolas nas quais ensino o programa de Meditação Mindfulness da Mindful Schools/EUA. Espero que sejam úteis para os leitores dessa coluna e ficarei muito feliz de saber o que acharam delas na sessão de comentários aqui no final da página. ​