Caminho dos bichos - a criança e o bicho

avatar de Silvia Lopes
Silvia Lopes

A criança aprende muito com a observação. Repare, por exemplo, como elas se relacionam com os bichos. Ao entrar em contato com eles, ela começa a observar como se comportam e percebe como é interessante imitá-los: se desfia andando igual a eles, imita os sons e os movimentos que fazem, também sente medo com a novidade e a diferença.

Nessa observação, ela vai criando um novo repertório, um novo registro de memória corporal.

O desenvolvimento motor da criança passa por distintos padrões de movimento como rolar, sentar, engatinhar, rastejar, andar, correr, pular, girar…e na observação do comportamento dos bichos, começamos a relacionar essas ações às dos animais: o jacaré e a cobra que rastejam, o sapo que pula, o tatu bola que rola, o gato que engatinha, etc. E também podemos identificar outras qualidades nos bichos, como o elefante que é pesado, a formiga que é pequena e leve, a borboleta que se transforma.

Um outro aspecto interessante na relação da criança com os bichos é a ligação das emoções aos comportamentos animais: o leão, o rei da floresta, é bravo; o gato é misterioso, o pássaro é livre.

A primeira coisa que me ocorre é que as crianças têm uma curiosidade quase instintiva pelos bichos. Tenho uma sensação que são mais parecidas com eles do que com os adultos. Elas, curiosas pelo novo, se atraem muito pelas movimentações, pelo andar, pelos gestos, pelos sons dos animais.

Os bichos também se ligam aos pequenos, principalmente animais domésticos, como cachorros e gatos. Vemos muito cachorros que cuidam de bebês humanos, um amor maternal, se tornam amigos, parceiros.

Imitar bicho amplia o repertório corporal e pais podem participar dessa brincadeira: os pais quando estão na piscina com seus filhos, cantam músicas de peixes, sapo. Quando a criança está no colo vira o cavalinho e faz o som do galope. Por que não aproveitar este encantamento das crianças pelo universo animal e propor brincadeiras que irão, além de diverti-las muito, proporcionar uma intensa investigação e experimentação corporal?

Ideia de brincar com o corpo com os bichos:

  • Caminho dos bichos com plástico bolha

Colocar dois plásticos bolha de 3 metros cada um no chão e prender as pontas com fita crepe. Deixar um espaço entre eles. A ideia é que o plástico bolha é a floresta, e os bichos vão passeando por ela.

Todos passam pelos plásticos imitando os animais: a girafa anda na ponta dos pés, com os braços esticados para cima, e pode voltar pelo outro plástico como uma borboleta voando. O leão vai de joelhos, com as mãos no chão, e volta pulando igual ao canguru.

Vamos brincar?