Quando não é primeiro de abril

avatar de Vivian Wrona Vainzof
Vivian Wrona Vainzof

Vivemos a era da mentira. Nas revistas, na TV, nas ruas estamos cercados de maquiagens no rosto e nos cabelos, nas fotos, na informação, na política, na estatística, nas histórias que contamos…

Quando a verdade é dolorosa demais para se encarar de frente, pequenas distorções podem nos livrar de grandes apuros.

Há uns anos, numa viagem de família, percebi que uma caixa de chocolates, que eu deixei na mesa do quarto, estava aberta. Perguntei, distraída, quem foi que pegou um, antes do jantar. Não ouvi resposta, mas vi um vulto loiro correr pro banheiro e se enfiar debaixo da pia.

Fiquei furiosa, conferi o papel no cesto de lixo e cobrei a verdade da sua própria boca, não bastando os lábios marrons e o olhar baixo, que já se entregavam…. Crueldade minha.

Entre os meninos de 5 anos, mais de 80% mentem quando pegos no flagra. É uma etapa natural do desenvolvimento. Com receio de que sejam menos aceitas e amadas, as crianças “concertam” seus erros e falhas, escondendo o que não gostam, contando uma história mais bonita. Foi o que ele tentou fazer, com uma ingenuidade genuína e uma doçura maior do que ele encontrou na caixa aberta, em cima da mesa. Já faz tempo que escolho ver beleza em todas as etapas do desenvolvimento dos meus filhos. Posso afirmar com segurança que superei uma tendência minha, e de outros perto de mim, que esperam tanto dessas crianças, promovem uma concorrência velada e valorizam um desempenho nada infantil.

Minto! Mas me esforço pra isso…

Uma criança cresce mais segura quando se sente aceita com todas as suas imperfeições. A cobrança excessiva e a desconfiança podem derrubar a autoestima e criar um ciclo vicioso. Se mentir vira hábito, algumas pessoas podem passar a viver dentro de magníficos castelos de areia, incapazes de distinguir exatamente onde acaba a falsidade e recomeçam as verdades da vida.

Na infância, isso não revela falta de caráter; na adolescência, um momento único de autonomia e afirmação, a mentira é um abre-alas para a liberdade. Como pais, podemos procurar estreitar a relação com os filhos através de situações delicadas e ricas como essas, reforçando nosso amor por eles por inteiro. São oportunidades únicas de desvendar suas verdades interiores, gostos, vontades, medos, intimidades. Que tal ter isso em mente?