Mãos e pés

avatar de Silvia Lopes
Silvia Lopes

Mãos... para alcançar, acenar, chamar, tocar, abraçar, entrelaçar. Pés... para pular, caminhar, correr, parar, fincar, saltar, enraizar. Mãos e pés surgem nos bebês como a primeira brincadeira: chacoalhá-los, segurá-los, levá-los à boca… primeiras experiências ainda deitados no berço…

Assim as extremidades vão ganhando o Espaço, projetando-se, apoiando-se e ativando o centro do corpo. Nessa conversa centro-extremidades, na expansão e no recolhimento, nas brincadeiras das oposições e dos diversos jeitos de se apoiar, pés e mãos se revelam e, ao moverem-se, mostram para aquele pequeno ser que seu corpo é finito em sua infinidade de possibilidades de gestos e movimentos. Extremidades do nosso corpo, pontos de apoio que estabilizam e nos permitem ousar. São foco para muitas descobertas do nosso “Corpo-Brinquedo”. O corpo que brinca nessa fase é chamada de BRINCOS. O Corpo-Brinquedo aqui é o prazer do movimento, de conhecer o próprio corpo e suas partes, de se mover ao som de uma música, de balançar e de ser embalado. São algumas das primeiras experiências corporais mais gostosas que os pequeninos experimentam!

Através de recursos materiais que propiciem experiências de criatividade e coordenação motora como bolinhas, tecidos, plástico bolha, túneis, e através da apresentação de BRINCOS e acalantos- brincadeiras características da primeira fase da vida da criança, que ocorrem na interação corporal do adulto com o bebê- criamos um espaço de fruição, estreitando o vínculo entre bebês e adultos, e incentivando nos pequeninos o interesse pelo corpo e pelo movimento, tornando possível a expressão do corpo criativo numa prazerosa e saudável brincadeira dançada.

Vamos lembrar de como podemos brincar com o corpo do nosso bebê?

  1. O adulto se deita com as costas no chão e levanta a criança com os pés, fazendo do corpo dela um avião, com vários balanços diferentes.
  2. Com um paninho, brincar de esconde-esconde dizendo ACHOUUU ao tirar o tecido da frente do rosto do bebê. Seja criativo e amoroso com seu bebê também criando suas próprias brincadeiras. ​