“Marcelo, marmelo, martelo”, de Ruth Rocha

avatar de Luciana Pinsky
Luciana Pinsky

Se você foi criança nos últimos 40 anos certamente leu Ruth Rocha. Se não leu, corra para a biblioteca ou livraria mais próxima e corrija esse furo em sua formação. E, de quebra, apresente a célebre autora a seus filhos, netos, sobrinhos ou qualquer criança que passe por sua frente. Entre tantas histórias criadas por Ruth Rocha, uma das mais cultuadas é, sem dúvida, Marcelo, marmelo, martelo. O menino queria entender a razão para o nome das coisas e sem encontrá-la inventa uma nova língua em que as coisas têm nomes que fazem muito mais sentido – mas só para ele. As perguntas das crianças nem sempre têm respostas imediatas – mas são justamente aquelas mais difíceis as que mais nos enriquecem. Pois conviver com crianças pequenas é, sempre, ver questões comezinhas de forma inteiramente nova. E Marcelo faz isso com os pais ao questionar o estabelecido.

Além de “Marcelo, marmelo, martelo”, essa edição do livro traz mais duas histórias: “Terezinha e Gabriela” (das diferenças, invejas e admirações mútuas) e “O dono da bola” (que adianta a bola sem jogadores?).

Marcelo, Marmelo, Martelo
Editora Salamandra
Autoria: Ruth Rocha
Ilustrações: Mariana Massarani
72 páginas
R$ 46,00


Veja todas as dicas de literatura infantil da Luciana Pinsky em Ler com os pequenos.