5 dicas profissionais e simples para fotografar bebês

avatar de Git Ikeda
Git Ikeda

“Quando nasce um bebê nasce uma mãe” já dizia uma campanha publicitária famosa sobre a maternidade; eu complementaria com “e também 1 milhão de fotos desse bebê”.

Brincadeiras à parte, é inevitável essa nossa vontade de fotografar nossos filhos, em especial os bebezinhos. Afinal eles são sempre tão lindinhos, e os pais perdidamente apaixonados.

O texto deste mês de maio é para ajudar as mães de primeira viagem a fotografar bem seus filhotes, mas se os seus já são crescidinhos, dê uma olhada mesmo assim, algumas dicas valem para fotografar crianças de qualquer idade.

Iluminação: procure os lugares bem iluminados da casa (geralmente perto de janelas e varandas) e evite a luz direta (assim como flash) no bebê, pois eles são ainda muito sensíveis à luz.

Tons neutros: o bebê precisa de destaque na foto, como são sempre tão pequenos e delicados, a escolha de locais com cores neutras ajudam a focar atenção na criança. Um lugar que sempre faz sucesso é a cama do casal, escolha uma colcha clara (branca, bege ou cinza) evitando estampas e cores fortes, elas chamam muito a atenção da foto e ainda refletem as cores na pele do bebê. A mesma ideia serve para roupas, use cores suaves (especialmente na parte de cima da criança), assim o foco de novo fica na expressão e rostinho do bebê.

Foco nos olhos: um bom retrato sempre destaca a expressão da pessoa, em especial o seu olhar. Essa regra também vale para os bebês. Como o olhar deles ainda não é muito fixo, vale a pena tirar algumas fotos para garantir um bom resultado.

Fotos preto e branco: esse tipo de foto traz uma carga de emoção maior, deixando o sentimento prevalecer. As fotos de detalhes (mãozinhas, pezinhos, boca, cílios etc) feitas no modo macro também ficam ótimas neste formato. Se preferir você pode tirar colorida e depois transformá-la em preto e branco.

Novos ângulos: essa é parte mais divertida, experimente tirar fotos de cima, de lado, entre as grades do berço… vale de tudo, claro que sempre respeitando o ritmo e a segurança do bebê.

E a ultima dica que não é para fotografar mas sim curtir as fotos. Faça periodicamente um álbum ou fotolivro do seu filho, isso porque as fotos podem se perder no computador, as tecnologias mudam muito rápido e talvez essas fotos tão preciosas não poderão ser vistas no futuro (hoje em dia os notebooks já não vêm com leitores de CD!!!!!). Ah e no caso de fotolivro, use sempre papel fotográfico para garantir a longevidade do seu material.

Espero que essas dicas possam te ajudar a fazer lindas fotos do seu bebê para relembrar esses doces momentos o resto da sua vida. Afinal essa fase deliciosa passa muito rápido e tudo muda num piscar de olhos.

Feliz dia das mães!