5 vantagens de estudar teatro na infância

Lígia Cortez
crédito: Casa do Teatro
crédito: Casa do Teatro

Na “era do smartphone” e do estímulo desenfreado do uso de dispositivos eletrônicos, manter os filhos conectados à realidade pode ser uma missão difícil para os adultos em diversas situações. Mas não impossível. As práticas do teatro têm ganho força entre as famílias que estão reavaliando as atividades dos filhos e limitando a quantidade de horas dos pequenos em frente às telas, ao mesmo tempo que buscam alternativas que ajudam na socialização, no crescimento emocional, no pensamento crítico e no exercício criativo. Veja as dicas que preparamos sobre os benefícios de estudar teatro na infância:

  1. Aprimora o relacionamento interpessoal As atividades desenvolvidas no curso de teatro auxiliam as crianças no desenvolvimento de competências e habilidades sociais, como tolerância, sensibilidade, empatia e trabalho em equipe, ajudando até mesmo quem tem dificuldade para fazer amizades.
  2. Desenvolve a comunicação Ao se engajar em atividades em grupo, as crianças e jovens evoluem muito em sua comunicação, pois são estimulados a expor seu ponto de vista e seus desejos para a criação coletiva. Além disso, quando os alunos se reúnem para demonstrar algo que aprenderam ou fazer uma apresentação, exercitam essa comunicação ao máximo, já que buscam a compreensão de seus professores e familiares. A tendência é que essa boa comunicação se estenda e ajude a fortalecer os vínculos entre família, amigos e colegas de classe.
  3. Estimula o autoconhecimento e o senso crítico O estímulo ao autoconhecimento e ao senso crítico também tem um papel fundamental para a elevação da autonomia das crianças, pois permite que elas se conscientizem sobre as suas individualidades, características e habilidades, além de capacitá-las a questionarem e refletirem de forma inteligente e racional.
  4. Amplia horizontes e interesses Fazer aula de teatro proporciona estímulo e pede o movimento do corpo, contribuindo para a diminuição dos níveis de sedentarismo. Além disso, tornam-se amplificadoras de outros interesses que não apenas teatrais, mas relacionados ao circo, música, dança, teatro de formas animadas, artes plásticas e ao cinema. Os alunos que se entretém, aprendem com o teatro e criam vínculos através das práticas, passam a viver o teatro fora das aulas e ficam mais dispostos a realizar atividades que exigem presença física.
  5. Estimula processos mentais como imaginação, criatividade e concentração Ao lidar com exercícios surpresa, de improviso ou no desenvolvimento de novos personagens, as crianças fortalecem habilidades mentais fundamentais como imaginação, criatividade, concentração, memorização e espontaneidade.

Segundo um estudo divulgado recentemente pela Organização Mundial da Saúde (OMS), crianças de até cinco anos de idade não devem passar mais de 60 minutos por dia em atividades passivas diante de uma tela de smartphone, computador ou TV. O estudo mostrou que o tempo excessivo dedicado a aparelhos eletrônicos oferece riscos ao desenvolvimento em fase crucial de crescimento físico e emocional. A redução do uso ajuda a melhorar a qualidade do sono e permite que os pequenos tenham mais tempo para atividades físicas. A OMS também encoraja, independentemente da idade das crianças, a leitura e a contação de histórias.

Uma criança que tem apenas o celular como fonte de entretenimento pode ter dificuldade para se relacionar, se concentrar, dormir, fazer amizades ou até mesmo se colocar no lugar do outro. Já as crianças que praticam atividades artísticas exercitam a imaginação e o faz de conta, além de ampliar seu repertório de brincadeiras. Também há uma evolução muito grande em relação à sociabilidade, já que as artes – em especial o teatro integrado à outras esferas, como música, literatura, artes plásticas, circo e cinema - favorecem as trocas coletivas, algo que é tão raro na era digital.

É preciso incentivá-las a se desconectarem do online para se conectarem ao que é real: e a prática teatral é a melhor arte para fazer isso, pois estimula o olho no olho e a confiança no outro, o que ajuda a desenvolver habilidades essenciais para a vida em sociedade. O desenvolvimento de atividades artísticas pelas crianças, fornece também um suporte em suas evoluções como indivíduos que sentem, pensam e vivem.