A receita de Felicidade, pelo professor de Havard Tal Ben-Shahar

avatar de Vivian Wrona Vainzof
Vivian Wrona Vainzof

A felicidade é um estado de espírito, é um olhar para o mundo. Ser feliz é uma atitude muito particular, por isso achei difícil acreditar no passo a passo do professor israelense Tal Ben-Shahar, que dá aula de Psicologia Positiva numa das disciplinas mais concorridas de Harvard. Mas as suas dicas, publicadas anos atrás no portal da Revista Exame, foram uma boa surpresa. Ele não indica comportamentos positivos com toques motivacionais que irão mudar a vida de alguém para sempre. Ao contrário, ele sugere pequenas ações corriqueiras que trazem bem estar, como se fossem elas as mudanças que faltavam para alguém ser feliz. Coisas tão simples que poderiam passar despercebidas, mas também tão acessíveis e primordiais, que é quase impossível imaginar que seríamos felizes sem elas.

Acho sempre bom lembrar da alegria das pequenas coisas, da presença em todos os momentos e da consciência nas nossas escolhas. E antes que eu caia na vala da auto-ajuda, retomo as recomendações do professor Shahar, para que sejamos capazes de enfrentar a vida com alegria:

  • DICA 1: Agradeça sempre
  • DICA 2: Pratique regularmente uma atividade física.
  • DICA 3: Tome sempre um bom café da manhã.
  • DICA 4: Comunique-se com clareza.
  • DICA 5: Gaste seu dinheiro em viagens, cursos e aprendizado.
  • DICA 6: Enfrente seus desafios.
  • DICA 7: Coloque em todos os lugares boas memórias, frases e fotos de seus entes queridos.
  • DICA 8: Sempre cumprimente e seja bom com as outras pessoas.
  • DICA 9: Use sempre sapatos confortáveis.
  • DICA 10: Cuide da sua postura.
  • DICA 11: Ouça boa música e leia bons livros.
  • DICA 12: O que você come tem um impacto direto na sua saúde e no seu humor.
  • DICA 13: Cuide-se e sinta-se atraente.

*A felicidade é como um controle remoto, perdemos sempre, ficamos loucos procurando por ele e muitas vezes, sem saber, estamos sentados em cima dele.*

professor Tal Ben-Shahar
professor Tal Ben-Shahar

Fonte: Revista Exame