Dicas para viajar com bebês ou crianças pequenas

Claudine Bianco

Ao planejar uma viagem, é importante analisar alguns pontos como logística e uma infraestrutura que atenda às necessidades que um bebê ou uma criança de colo exigem.

Com a proximidade do final do ano, logo os pequenos estarão de férias e é o momento ideal para uma viagem em família, e com isso é necessário pensar em algumas questões: Qual o melhor horário para pegar um voo? Escolher um hotel distante do aeroporto é vantajoso? Calma, eu posso te ajudar com essas dúvidas! Confira, abaixo, as dicas que separei para vocês.

DESTINO:

Crianças pequenas são sensoriais e observam tudo ao redor e conforme vão crescendo querem tocar. Os destinos ideais são aqueles que eles poderão ficar confortáveis enquanto descobrem o mundo. Seja nas grandes cidades, como algumas capitais da Europa, pelo fato de ter a facilidade do carrinho para se locomoverem e uma ampla opção de lugares de fácil acesso, seja em uma praia, tanto no Brasil, quando no Caribe, onde eles podem brincar e se divertirem na água ou na areia com segurança. O importante é pensar na logística que vai expô-los e nas restrições que os pais terão durante a viagem.

VÔOS:

Viagens de avião podem ser cansativas e desconfortáveis para crianças de colo e bebês, mesmo que eles sejam saudáveis e não tenham nenhum tipo de restrição médica. Neste momento, opte por voos sem escalas e curtos, assim os pequenos não se cansam muito com a ida até o destino escolhido.

HOSPEDAGEM:

O caminho até o hotel pode ser extenso e incômodo para as crianças, por isso dê preferência a locais não muito longe do aeroporto. Outro ponto importante que deve ser analisado no momento de escolher o local de estadia é o horário do check-in, para assim chegar no hotel e o quarto já está disponível para uso.

Ao fechar a hospedagem da viagem, se você for mãe de um bebezinho, é muito importante verificar informações valiosas e tomar ciência de que o hotel escolhido oferece berço no quarto, banheirinha para banho e copa para esquentar a mamadeira e a papinha, para os bebês que ainda estão nessa fase.

DICAS DE VIAGENS COM CRIANÇAS PEQUENAS:

Na maioria dos hotéis, o serviço de recreação infantil só pode ser usufruído por crianças acima dos quatro anos de idade, e os pequenos podem participar das atividades – caso estejam acompanhados de um responsável. Então na maioria das vezes os pequenos acompanham os adultos, por isso, realizar passeios mais tranquilos e menos radicais são mais adequados nessas situações.

Outra dica importante é que muitos hotéis e resorts oferecem opções com gratuidade para crianças de até 11 anos, acomodadas no mesmo quarto que os pais, então se ainda puderem viajar nas datas fora das férias escolares, a família além do desconto das crianças ainda encontrará tarifas de baixa temporada bem mais atrativas.

Para finalizar, deixo aqui um conselho: O mais legal nisso é que enquanto os pequenos não crescem, podemos ficar mais tempo com eles e optar por atividades lúdicas, que aproximam e fortalecem o contato entre pais e filhos, então aproveitem o tempo para brincar e curtir o máximo possível esse momento, que com certeza ficará gravado para sempre na memória de toda família.

Espero que tenham gostado das dicas!

por Claudine Bianco em viagem.

Claudine Blanco é fundadora fundadora da Viajar com Crianças, agência especializada em viagens em família. Empresária da área de turismo há quase duas décadas, com mais de 30 países visitados, montou uma agência que concilia suas duas paixões: viajar e ser mãe