Flexibilizei o isolamento, e agora?

Vanessa Skilnik

A flexibilização da quarentena desperta insegurança e dúvidas sobre como voltar gradativamente ao normal sem colocar em risco nossa saúde. Pedimos para o Dr. Bernardo Wagon, médico clínico, passar algumas dicas bem práticas e factíveis para famílias para minimizar os riscos de contaminação.

  • Agora é lei federal e dá multa, máscara sempre! Vale ter a mão mais de uma, na bolsa, na mochila, num saquinho (exceto para menores de 2 anos).
  • Álcool gel portátil na bolsa, mochila e pochete para limpeza rápida e locais públicos e abertos sem acesso a pias com água e sabão.
  • Distanciamento social de 2 metros (equivale a dois passos largos) entre cada um.
  • Após supermercado lave bem as mãos ou use álcool gel.
  • Atenção especial com os pequenos que colocam a mão em tudo e levam a boca: lavar, lavar, lavar sempre as mãozinhas e ter sempre álcool gel para limpeza rápida. Orientar com calma e de forma lúdica, sem entrar em pânico! (materiais para te ajudar: cartilha 1 cartilha2 cartilha 3)
  • Cachorro/gato não transmite a doença, o máximo é limpar patas com água e sabão ou um pano.
  • Em seu carro, sozinho ou em família não precisa usar máscara.
  • Se precisar usar o Uber, máscara e janela aberta.
  • Mesmo morrendo de saudade dos avós, evite visitas, eles são os reais grupos de risco. Se a causa for especial, mantenha a distância de 2 metros deles, sem beijos e abraços, sem pegar no colo, e de preferência ao ar livre!!!

(Bernardo Wagon é Médico e Palestrante, email: bernardo.wagon@gmail.com)