Hotel Fazenda Mazzaropi: lugar delicioso igual a aconchego de vó

Raquel Pereira

Sabe casa de vó? Aquele lugar cheio de aconchego e comidinhas gostosas, que você chega com uma mala para ficar somente uns dias e não consegue ir embora? Assim é o Hotel Fazenda Mazzaroppi, localizado em uma área de mais de 150 mil metros quadrados em Taubaté (SP) – cerca de 142 km de São Paulo e 305 do Rio. Eleito como o melhor hotel fazenda do país, o local faz totalmente jus ao título com seu claro propósito: atender (bem) pessoas de todas as idades.

Por lá, os detalhes viram personagens principais. Seja pelo carrinho de bebê disponível na recepção sem nenhum custo, pelas escadinhas infantis de pia e trocadores em todos os banheiros – inclusive nos masculinos! – ou pela sacolinha com doce de leite e biscoitinhos entregue no momento do check out. A impressão que dá é que ali foi criado um roteiro perfeito com um final cheio de boas lembranças. E no enredo tem espaço para pescaria no lago artificial, passeio de trem, bolinho de chuva quentinho no fim da tarde e muitos coelhinhos soltos por toda a parte.

Em paralelo e indo perfeitamente a essa ideia de história feliz, estão as atividades e as atrações. Monitores comandam grupos divididos em quatro turmas (3-5 anos; 6-9 anos; 10-13 anos; e acima de 14 anos) e, durante todo o dia, promove brincadeiras. Tem visita à horta, hora da pintura, pescaria, futebol, arvorismo, alimentando o galinheiro, jogos educativos, oficinas, etc. E tem mais: uma brinquedoteca enorme e incrível para pequenos de até cinco anos, piscinas infantis e para adultos com direito a toboágua, um grande parque ao ar livre, cavalos e pôneis disponíveis para passeios, quadra de bocha, trenzinho circulando pela propriedade, passeio de trator, lago com pedalinhos, bicicletas.

Precisa de um apoio para preparar o leite ou esquentar aquele lanchinho da noite? Há cantinhos da mamãe e do papai espalhados pelo hotel e equipados com microondas, frigobar e liquidificador, além de utensílios, frutas, leite em pó, achocolatado, farinha láctea. E se precisar de algo mais, é só recorrer ao restaurante.

A gastronomia, alias, merece destaque pela oferta simples, porém deliciosa. Não espere apenas o feijão com arroz, mas se delicie com essa dupla e também com as massas frescas, a comida japonesa que aparece em algumas refeições, as saladas frescas e as carnes variadas. Só não ocupe todo o espaço disponível, pois as sobremesas são impecáveis - em especial a goiabada cascão. Essa merece bis! Enquanto isso, no restaurante ao lado, crianças aproveitam o buffet - quase igual ao do disponível para os adultos - acompanhados dos monitores (ou dos próprios responsáveis).

Engana-se quem pensa que lá só se diverte quem é criança. Os adultos também têm vez. O Museu Mazzaropi, por exemplo, é um passeio e tanto. Localizado dentro da propriedade, no espaço é possível conhecer mais de 20 mil itens sobre a vida e a obra de Amácio Mazzaropi , ator, humorista e cineasta que imortalizou o personagem Jeca Tatu. O prédio do museu fica no espaço onde funcionou a PAM Filmes, estúdio onde vários clássicos do cinema brasileiro foram gravados. No mínimo, muitíssimo interessante. Além disso, o hotel abriga ainda uma cachaçaria, onde é possível conhecer mais detalhes e ter uma verdadeira aula sobre a bebida. Isso sem contar no show que acontece todas as noites no saguão, bem na hora da atração no circo - uma grande lona instalada bem pertinho da recepção -, que sinaliza que é hora de relaxar e curtir mais um pouquinho.

Curtir, alias, é palavra de ordem por lá. Por isso, se prepare. Com tanta oferta de entretenimento, difícil mesmo é convencer a criança que é hora de ir para o quarto descansar – mesmo que seja para começar tudo novamente no dia seguinte.


* O bora.aí viajou a convite do hotel, porém as opiniões são estritamente pessoais.