Minha agenda de prioridades maternas

avatar de Vivian Wrona Vainzof
Vivian Wrona Vainzof

Quando terminei de esbravejar, fiquei apavorada com o que acabara de fazer. Um par de olhos em bugalhos me olhava com desprezo, ou era isso que eu sentia por mim mesma. O sangue latejava na minha testa, os dedos formigavam e o menino de açúcar, que quase sempre sorri pra mim, desaparecia feito algodão doce na boca.

O que pode ser tão importante assim, que esfacela relações amorosas?

Verdade que eu tinha uma programação e o atraso dele desorganizou meu dia. Deixei alguém me esperando. Levei multa de trânsito, por circular em horário proibido. Verdade que eu tinha muitas razões para ficar furibunda. Mas coisa nenhuma nesse mundo poderia ser mais importante do que a oportunidade que eu tinha de lidar com aquele revés. E eu desperdicei.

A agenda, o compromisso, o relógio, todas as urgências do dia foram sentando nos meus ombros até eu não aguentar mais.

Me olho agora e acho que tem sido esse o nosso maior engano. Estamos priorizando a agenda ao invés de agendar nossas prioridades. E depois, vemos filhos privilegiando cada coisa…

Tendo isso em mente, atualizei minha lista de prioridades e espero que sirva de farol para que meus filhos façam boas escolhas em casa, na escola, entre amigos e então no trabalho e nas suas futuras famílias.

Nas minhas anotações, me comprometi a aceitar mais e controlar menos; a criar oásis semanais de encontros sem hora para começar nem para acabar. Quero aprender a meditar. Também não posso deixar de ler, de ouvir música, de brincar, de rir, de dançar na sala…

E de reler minha lista diariamente e renovar sempre que necessário.

E para você, o que é mais importante no seu dia a dia com os filhos?