Vendas e passeios de bicicleta em alta na pandemia

Vanina Pinheiro
Associação indica aumento de 118% nas vendas de bicicletas
Associação indica aumento de 118% nas vendas de bicicletas

Passear de bicicleta com a família está em alta em tempos de pandemia. Basta observar o aumento do movimento nas ciclovias da cidade, principalmente nos finais de semana.

No auge do confinamento, com parques e clubes fechados, e ainda hoje com a abertura gradual, muita gente escolheu a bicicleta como alternativa para manter a forma, fazer um passeio, dar uma espairecida e até como forma de evitar o transporte público no deslocamento até o trabalho.

Os números do setor comprovam. As vendas de bicicletas dispararam nos últimos meses. Levantamento da Aliança Bike (Associação Brasileira do Setor de Bicicletas), aponta que entre 15 de junho e 15 de julho, o aumento nas vendas foi de 118% em relação ao mesmo período do ano passado. A pesquisa foi feita com mais de 40 empresas associadas à entidade. Entre maio e junho, o crescimento foi de 50%.

Nas lojas especializadas, os vendedores confirmam a grande procura, principalmente pelas bikes chamadas “de entrada”, usadas para o lazer e transporte, cujos valores variam de R$ 800,00 a R$ 2.000,00. Na busca por um desses modelos, em algumas lojas não encontramos muitas opções. Bicicletas para crianças na faixa etária de 8 a 12 anos pode ser ainda mais difícil de achar. Já que não há muita oferta de modelos de aros 20 a 24

Importante sempre lembrar do uso dos itens de segurança, como capacete, luvas e acessórios como lanterna e buzina. Para prevenção à Covid-19, indispensáveis são também a máscara, o álccol em gel e a garrafinha de água para uso pessoal.

Como melhores opções para as famílias sugerimos os passeios nas ciclofaixas de lazer aos sábados, domingos e feriados. E, durante a semana, os passeios nos parques do Povo, Ibirapuera e Vila Lobos, enquanto ainda não é permitido o acesso no fim-de-semana.

Aluguel

Com a reabertura dos parques, o serviço de aluguel de bicicletas também voltou a funcionar. No Parque do Ibirapuera, que atualmente funciona de segunda a sexta-feira, das 6h às 16h, o aluguel de bicicletas e de triciclos custa a partir de R$ 7,00 a hora. O serviço fica próximo ao portão 3. Em outras portarias do parque e também em vários pontos das principais ciclovias da cidade é possível alugar bicicletas via aplicativo.

Ciclofaixas de lazer voltaram após 1 ano suspensas

O retorno das ciclofaixas de lazer nos fins de semana e feriados veio em boa hora. Após a suspensão do serviço há um ano pelo encerramento do contrato com o Bradesco, a prefeitura anunciou o retorno do serviço com o patrocínio da empresa Uber. O horário de funcionamento da ciclofaixa é das 7h às 16h, somente aos sábados, domingos e feriados.

Veja os locais principais:

  • Paulista/Jabaquara (18.61 km);
  • Paulista/Centro (16.2 km);
  • Jabaquara/Ibirapuera (10.2 km);
  • Ibirapuera/Parque do Povo (7.9 km);
  • Parque do Povo/Villa Lobos (15 km);
  • Brasil/Paulo VI (8.5 km);
  • Parque do Povo/Chuvisco (13.4 km)