Viagem ao céu, de Monteiro Lobato

avatar de Luciana Pinsky
Luciana Pinsky

Faz 70 anos que Monteiro Lobato morreu. Ou, em outras palavras: os avôs dos pequenos leitores de hoje eram crianças ou sequer tinham nascido quando o grande criador de Emília e companhia nos deixou. Autor de obras infantis inesquecíveis, Lobato também foi um grande editor. No entanto, o legado de autor é o mais celebrado e perene. Apresentá-lo às crianças brasileiras é não apenas desejável, mas inevitável. Por causa de vocabulário, construções gramáticas e abordagens, sugiro que haja uma mediação inicial. É importante que alguém leia e já vá explicando questões que possam surgir nesta leitura. Dito isso, Viagem ao céu, que conta com uma nova edição ilustrada muito caprichada, é uma ótima introdução ao universo lobatiano. Pedrinho, Narizinho, Emília e Tia Nastácia fazem a tal viagem ao céu, com direito a encontro com São Jorge na lua, passagem do cometa Halley e muitas outras peraltices enquanto o autor aproveita para ensinar a Astronomia conhecida da época. Detalhe: o livro foi publicado originalmente em 1932, trinta e sete anos antes, portanto, do primeiro homem pousar na lua. Na corrida espacial, não há dúvida, os habitantes do Sítio do Pica Pau Amarelo foram muito mais rápidos que russos e americanos. (Para leitura compartilhada a partir dos 7 anos).


Viagem ao céu
Editora Biblioteca Azul (do grupo Globo)
Autoria: Monteiro Lobato
Ilustrações: Jean Gabriel Villin, J. U. Campos, André le Blanc, Augustus
248 páginas
R$ 49,90

Viagem ao céu
Viagem ao céu

Veja todas as dicas de literatura infantil da Luciana Pinsky em Ler com os pequenos.