Novo zoológico do Rio

Raquel Pereira

Funcionando parcialmente desde meados de 2018 por conta de uma reforma e com abertura prevista para julho de 2020, o novo zoológico do Rio agora passa a se chamar BioParque do Rio. Administrado pelo Grupo Cataratas e instalado dentro do Parque da Quinta da Boa Vista, o parque tem como conceito garantir o bem-estar animal e atuar como centro de conservação da biodiversidade. Dentre as novidades está o chamado Plano de População, com projetos de conservação de espécies e devolução de animais aos seus habitats de origem.

No BioParque, o local de moradia dos hipopótamos, zebras, girafas e impalas será batizado de Aventura Selvagem. Já a Biosfera das Aves reunirá mais de 220 animais, dentre eles araras, tucanos e papagaios, de 50 diferentes espécies em uma área de dois mil metros quadrados. Ganham ainda espaços devidamente ambientados as cobras e jacarés, os felinos e os elefantes.

Destaque ainda para a Fazendinha, onde as crianças têm um contato mais próximo com os animais e aprende, dentre outras coisas, de onde vem o leite e os ovos. O parque ganha também nova área gastronômica, playground, renovação da Alameda das Palmeiras e a criação do Boulevard Histórico.

Ao longo do ano, acontecerão programas de educação e pesquisa para a conservação em parceria com as instituições de pesquisa e universidades de todo país. Importante ressaltar que dos animais que integram a Aventura Selvagem, alguns já fazem parte da população do BioParque do Rio e outros virão de instituições nacionais e internacionais e terão um papel relevante para a pesquisa e conservação das espécies.

Apesar de ainda faltarem alguns meses para a inauguração, já é possível adquirir o programa de sócio com valores a partir de R$ 4,99 por mês*. Nesta modalidade, os visitantes podem acompanhar de perto as obras a partir de abril.