Pets não convencionais procurados por famílias

Juli Di Segni

Estou de volta para falar um pouco de outros pets procurados pelas famílias, que não o cão ou o gato. É normal termos dúvidas sobre qual espécie escolher e principalmente o que devemos pensar na hora de escolher um animal de estimação. Neste tema convidei o Dr Raoni Canal, que atende animais silvestres, para nos ajudar a conhecer um pouquinho mais destes destes animais.

Peixes

Um peixe pode ser o animal de estimação perfeito para uma criança. Conhecer as espécies e como devem ser criadas é o primeiro passo antes de adquirir este pet.

Os peixes beta, por exemplo, parecem ser os mais fáceis de serem criados pois podem viver isolados e em água parada. Mas isso não quer dizer que não exigem cuidado. As tradicionais beteiras (aquários pequenos para esses peixes) são bastante inadequadas, faltando com os princípios básicos de saúde e conforto ao seu animalzinho. Optar por um aquário mínimo de 20 litros, plantas e locais onde o peixe possa se esconder são ítens obrigatórios. Um bom sistema de filtragem e controle de temperatura ajudará que seu peixinho viva mais e melhor. Lembre-se que estes são animais solitários e resistentes, mas isso não significa que não precisam de cuidados.

Existem diversas formas e variedades de aquários. Tem aqueles de água quente ou fria, ácida ou alcalina, além de existirem os aquários temáticos, como os asiáticos ou amazônicos por exemplo. Além de conhecer a necessidade daquela espécie que escolhemos, precisamos entender qual será o aquário ideal. Precisamos entender como precisará ser a manutenção deste ambiente e saber que dependendo do tamanho, poderá ser necessário contratar empresas que oferecem serviços especializados. Alguns precisam receber cuidados semanais, outros diários, com trocas de água, limpeza dos filtros, aspiração do fundo. Lembre-se que adquirir um animal é um compromisso a longo prazo com uma vida.

Répteis

Muitas pessoas perguntam a respeito dos répteis. Antes de pensar em adquirir uma tartaruga, por exemplo, você tem que saber que ela pode viver muito além dos 50 anos.

Além disso deve-se ter cuidado com doenças que elas podem transmitir a nós humanos, como a salmonela, por exemplo.

Jabutis e tartarugas terrestres, em geral, são animais de clima quente e necessitam de um ambiente adequado, com aquecimento e controle de umidade. É comum termos dificuldade de perceber quando algo está errado com eles e, portanto, um acompanhamento do médico veterinário especialista, é primordial. Deficiências nutricionais por exemplo é bem comum, diz Raoni Canal, porém visitas frequentes ao veterinário poderão evitar qualquer complicação futura.

Algumas espécies de cobras também são procurados como animais de estimação. É essencial conhecer as espécies para não adquirir nenhuma que pode colocar em risco qualquer membro da família. Criar em ambiente propício e conhecer como deve ser a nutrição destes animais é um fator muito relevante. Outro ponto importante é buscar um criador legalizado, que seja cadastrado junto ao IBAMA. A compra de um animal legalizado e com nota fiscal é um ato de amor. Esses animais são parte de um trabalho de criação séria, com responsabilidade e que visa o bem estar tanto do animal como uma boa adaptação à família. Animais oriundos do tráfico ilegal de animais silvestres são retirados de forma ilegal da natureza, passam por um sistema cruel de tráfico com altas taxas de mortalidade. Além do comprador estimular esse método cruel de venda, pode ser judicialmente responsabilizado, inclusive com prisão. Animais de criadores registrados e legalizados trazem segurança ao animal e à família que os adquire.

Pássaros

Ter um pássaro parece ser simples à primeira vista. Mas assim como outras espécies de pets elas costumam dar certo trabalho. O primeiro ponto que colocamos é o recinto ou gaiola no qual eles serão criados. Gaiolas pequenas devem ser destinadas somente ao transporte destes animais. Para o alojamento, opte sempre por amplos viveiros, sendo o maior sempre melhor.

Pense que o viveiro precisa estar em uma área adequada, necessita ser higienizada diariamente. Cada espécie de ave também tem um requerimento nutricional individual e, dificilmente, espécies diferentes irão conviver bem em um mesmo ambiente. Temos um universo de aves disponíveis para estimação, porém uma minoria é indicada para crianças. Aves não estimam muito ser manipuladas, e exigem um manuseio mais delicado. Pesquisar e entender sobre cada espécie é com certeza o ponto de partida desta jornada, lembrando que existem aves que apreciam a interação com humanos mais do que outras. Os papagaios e periquitos normalmente são os mais indicados. Lembre-se também que é importante que a ave tenha seu próprio ambiente, com alimento disponível, local para se proteger e esconder. Ser mantida solta em uma casa não adaptada comumente acaba em acidentes domésticos.

Roedores

Gerbils, chinchilas e hamsters são roedores comuns de serem procurados como o primeiro pet. Mas, em primeiro lugar, devemos lembrar que eles são muito pequenos e crianças não costumam ter controle da sua força no manuseio destes animais. Além disso, importante saber que são animais de hábitos noturnos e portanto passam a maior parte do dia dormindo, possuindo seu pico de atividade durante a noite. Este motivo contra indica que roedores sejam mantidos nos quartos das crianças. Chinchilas e porquinhos da índia podem apresentar uma expectativa de vida relativamente longa, e adquirir um desses animais é um compromisso a longo prazo. Uma chinchila pode chegar aos 20 anos de idade.

Ratos, apesar de nós humanos apresentarmos uma reticência social à sua posse, são animais dóceis e sociais. Gostando de ser manipulados, apresentando treinabilidade e boa interação com crianças acima dos 10 anos. Se seu filho apreciar esta espécie apenas se certifique que o manuseio está sendo realizado de forma adequada. Busque também um profissional que lhe fará uma orientação técnica adequada, buscando uma boa saúde para o seu pet.

Coelhos

Os coelhos são animais sociáveis e muito inteligentes. Podem aprender a responder pelo nome e a buscar bolinhas e devolvê-las aos donos. Se você está pensando em adquirir um veja alguns pontos que considero importante. Sua alimentação tem que ser balanceada e seu veterinário te dirá quais ele poderá ou não se alimentar. Um alimento errado a este pequeno poderá ser fatal.

Eles gostam de viver em grupos, têm ótima memória e são muito sociáveis quando acostumados desde pequenino. Certifique-se que seu coelho recebe bastante atenção e carinho ao crescer e com isso ele será um animal dócil pela vida inteira. Um ponto importante dos coelhos é que a puberdade pode ser um momento delicado na vida deles e a castração costuma ser um evento obrigatório.

Empenhado em conhecer qual animal irá adquirir, pesquisar a espécie e conversar com um médico veterinário, certamente farão que estes animais de estimação não convencionais tragam muita alegria e vivam plenamente ao nosso lado.

Raoni Canal é médico veterinário pela Universidade de São Paulo, formado em 2008. Desde o princípio de sua graduação trabalhou e participou de projetos com animais de estimação não convencionais e espécies de vida livre. Atuando junto a estes com clínica e cirurgia. Possui especialização em endocrinologia pelo Instituto Qualittas em 2018.

por Juli Di Segni em colunas, Pets e crianças.

Juli Di Segni é Médica Veterinária, pós graduada em Odontologia Veterinária, clinica médica e cirúrgica. Membro da ABOV - Associação Brasileira de Odontologia Veterinária e da Anclivepa - Associação de Clínicos Veterinários de SP. Instagram @vetfriendly_veterinaria e @julidisegni_vet.