Picasso que disse

avatar de Maria Manuela Moog
Maria Manuela Moog

Há uma famosa frase de Picasso em que ele diz:

“Todas as crianças são artistas. O problema é saber como elas permanecem artistas quando crescem”.

Como os pais bem devem saber, não precisa de muito para estimular uma criança a fazer arte. Basta colocar um pincel e tinta em sua mão e ela irá cobrir qualquer superfície. Ou tocar uma música e ela vai remexer o corpo todo. Até mesmo atuar não representa um grande desafio para a criançada.

Mas parece que conforme vamos crescendo uma rigidez qualquer toma conta das mentes e dos corpos. Como se não bastasse fazer uma ação qualquer só porque sim. Tudo precisa ter um motivo e um propósito. Assim, não sobra espaço para o livre pensar nem ao simples agir. Tudo é execução, produção, desempenho.

Sei que os pais querem sempre o melhor para os seus filhos e há sempre a preocupação com a segurança e independência financeira quando “se prepara” os pupilos para esse mundo cão. Mas quando há um compromisso muito rígido com o acerto e as linhas até lá são muitas retas, perde-se os desvios que podem nos levar para os lugares mais incríveis.

Aqui está um antes e depois de autorretratos do célebre pintor: o primeiro de 1900 e o segundo de 1907.

Se Picasso tivesse se comprometido apenas com o acerto, com a idealização, o conceito prévio do que significa um bom desenho, não teria sido capaz de CRIAR.

Seu filho ou sua filha já é artista! Não sou nem eu que estou dizendo. Foi Picasso que disse! Entenda como quiser…

por Maria Manuela Moog em colunas, educação, arte e Percepção.

Maria Manuela Moog é graduada em Artes Cênicas, pós-graduada em Arte e Filosofia pela PUC-Rio e atualmente cursa o Mestrado na Universidade Nova de Lisboa. Se encantou pelo universo artístico aos sete anos quando interpretou um duende na peça de teatro da escola, e desde então é uma operária da arte. Acredita que pessoas interessadas são pessoas interessantes e a melhor forma de absorver experiências é pelo afeto. Por isso, procura criar e fomentar arte em todas as esferas.