Bienal São Paulo Crianças Divulgação

Bienal de São Paulo para crianças

Pavilhão da Bienal - Ciccillo Matarazzo

último dia

​A 34ª Bienal de São Paulo – Faz Escuro mas eu canto tem participação de 91 artistas (sendo 2 duos e 1 coletivo) de 39 países.

Entre os artistas desta edição, há representantes de todos os continentes (exceto a Antártica), com distribuição equilibrada entre mulheres e homens e com maior representatividade de artistas indígenas.

O evento estreia a partir desse mês uma programação especialmente voltada para crianças da primeira infância acompanhadas de seus adultos. As visitas, conduzidas pela equipe de mediação da Bienal, evocam sons, curiosidades e elementos lúdicos presentes nas obras. Não é necessário fazer agendamento prévio para participar dessa visita. O mediador estará à espera no local de encontro, localizado no espaço de mediação do térreo (sujeito à lotação; participação por ordem de chegada). Confira a programação:

Bienal para crianças – Os caminhos das pedras 23 de outubro (sábado), das 15h às 16h

Essa mediação especial para crianças é inspirada na obra de Gustavo Caboco intitulada Caminhos das pedras (2020). Vamos construir narrativas acerca de um objeto trazido pelo mediador. Além de obras no térreo, as crianças conhecerão obras de artistas localizados no primeiro andar da exposição. Com o mediador Thiago Franco. Artistas previstos para a visita: Luisa Cunha, Carmela Gross, Joan Jonas, Gustavo Caboco, Ana Adamović e os enunciados Museu Nacional e Sino de Ouro Preto.

Bienal para crianças – Ecos da infância 30 de outubro (sábado), das 15h às 16h

Assim como um som pode reverberar ou ecoar no espaço, entendemos as perguntas das crianças como um elemento potente para ressonâncias. Que tal escutá-las em seus sons investigativos durante a visita? Durante o percurso na exposição, as crianças serão convidadas a explorar possíveis sons e perguntas criadas a partir do contato com as obras. Com o mediador Thiago Franco. Artistas previstos para essa visita: Luiza Cunha, Carmela Gross, Regina Silveira, Marinella Senatore, e enunciados Museu Nacional e Sino de Ouro Preto

Bienal para crianças – Som do silêncio 6 e 13 de novembro, das 15h às 16h

Dizem que no espaço ninguém pode te ouvir. Essa visita é um convite à escuta das sonoridades invisíveis por meio de pegadas, frestas e ventanias. Com o mediador Markito Alonso. Artistas previstos para a visita: Carmela Gross, E.B.Itso, Gustavo Caboco, Joan Jonas e

34ª Bienal de São Paulo – Faz escuro mas eu canto Exposição Faz escuro mas eu canto

  • 4 de setembro a 5 de dezembro de 2021
  • Pavilhão Ciccillo Matarazzo, Parque Ibirapuera
  • Entrada gratuita

Você também pode gostar de ler por aqui:

Siga nosso Instagram @boraai_sp e acompanhe em primeira mão todas as novidades em São Paulo para crianças

Programação fornecida pela produção/estabelecimento e sujeita à alteração. Confirme antes de sair de casa.

Horários
de 04/09/2021 a 05/12/2021
Ter e Qua,Sex,Dom
das 10h00 às 19h00
de 04/09/2021 a 05/12/2021
Qui,Sáb
das 10h00 às 21h00
Grátis.
Pavilhão da Bienal - Ciccillo Matarazzo
Pavilhão Ciccillo Matarazzo, Ibirapuera
São Paulo, SP
04094-000
Brasil
abrir no GoogleMaps 11 5549 0230 website do passeio
Valores
gratuito
Entrada gratuita.
Idade recomendada