Volpi no MASP Adriana H. F. - @thegoodeye.a

Exposição Volpi no MASP

MASP - Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand

já aconteceu

O MASP traz uma exposição do artista Alfredo Volpi. “Volpi Popular” é a terceira mostra no local dedicada à artistas modernistas brasileiros que trabalham com referências populares.

A exposição abrange diversos períodos da carreira do artista e contará com cerca de 100 pinturas organizadas em torno do contínuo interesse de Volpi pelos temas do imaginário popular brasileiro. Está estruturada em seções temáticas, como paisagens do campo e do mar; fachadas; bandeiras e mastros; representações religiosas; festas populares; e retratos. Acompanhando a ocasião, será publicado o mais amplo catálogo sobre o artista num único volume, com ilustrações de todas as obras exibidas e mais com textos escritos especialmente para a ocasião.

A curadoria é de Adriano Pedrosa e Tomás Toledo.

Dica: é um evento contemplativo, portanto um ambiente mais silencioso. Crianças maiores de 6, que já começaram a estudar artistas na escola, tendem a se concentrar e aproveitar mais.

Programe-se:
  • De 25 de fevereiro a 5 de junho de 2022
  • Terça 10h-20h (entrada até 19h), quarta a domingo 10h-18h (entrada até 17h), segunda fechado
  • Terça e quarta entrada grátis
  • Adultos R$ 50 - Estudantes/Professores R$ 25 - Maiores de 60 anos R$ 25
  • Compra de ingressos pelo site

Sobre o artista: Volpi é um artista autodidata. Imigrou para o Brasil em 1897 e concluiu sua formação operária na Escola Profissional Masculina do Brás, em São Paulo. Foi pintor de paredes e decorador, antes de se dedicar à atividade artística. Em 1935, juntou-se ao Grupo Santa Helena, ao lado de Mário Zanini (1907-1971) e Aldo Bonadei (1906-1974), entre outros. Volpi pintou retratos e paisagens até meados da década de 1940, quando adotou o tema da fachada na série de pinturas de Itanhaém, inspirado pela capacidade de síntese que via nos trabalhos do pintor Emygdio de Souza (1868-1949). Em 1950, viajou para a Europa, onde se interessou pelo efeito da têmpera, tinta à base de clara de ovo, nos afrescos de Giotto ( circa 1267-1337). A partir de então, começou a pintar com essa técnica e adotou uma linguagem geométrica. Em 1954, pintou as primeiras telas com o tema das bandeirinhas, referência às festas populares que dialoga formalmente com a linguagem abstrata dos artistas concretistas brasileiros do período. (Fonte: Equipe curatorial MASP)

Acompanhe também:

Siga nosso Instagram @boraai_sp e acompanhe em primeira mão todas as novidades em São Paulo para crianças

Programação fornecida pela produção/estabelecimento e sujeita à alteração. Confirme antes de sair de casa.

Horários
de 25/02/2022 a 05/06/2022
MASP - Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand
Avenida Paulista 1.578, Bela Vista 
São Paulo, SP
01310-200
Brasil
11 3251 5644
Valores
R$ 50,00 inteira
Idade recomendada