divulgação

Visita virtual mediada à exposição Egito Antigo - do Cotidiano à Eternidade

já aconteceu

Se você não teve tempo de conferir a exposição “Egito Antigo: do cotidiano à eternidade”?, do Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo, antes da visitação presencial ser interrompida, anote essa dica imperdível!

No dia 25 de junho, às 10h, a programação cultural e artística do #CCBBeducativoEmCasa - uma iniciativa 100% digital, convida o público para uma visita mediada a esta e também todas as outras em cartaz nos quatro CCBBs, por meio do site, onde os arte-educadores vão compartilhar com o público suas impressões, leituras e significados em torno das produções. Bora reunir a família para um momento de lazer e cultura em casa? Anote as visitas mediadas que vão rolar neste dia:

“Vaivém” (em cartaz no CCBB Belo Horizonte): a mostra reúne mais de 300 obras que representam as redes de dormir na cultura e arte brasileira, frutos da tradição ameríndia que preservamos em modos e costumes. Vaivém traz a iconografia das redes de dormir e reflexões sobre a identidade brasileira através da obra de artistas do século XVI até os dias de hoje.

“Linhas da Vida”, (em cartaz no CCBB Brasília): são cerca de 70 obras da artista japonesa Chiharu Shiota, com materiais que datam do início de sua carreira, no começo dos anos 1990, passando por instalações inéditas. Ao longo de cinco núcleos, os visitantes serão convidados a refletir, através das percepções de Shiota, sobre a vida, seu propósito, suas conexões e suas memórias.

“Ivan Serpa - A Expressão do Concreto” (em cartaz no CCBB Rio de Janeiro): A mostra apresenta grande parte do repertório de experimentações do artista como pinturas, colagens, desenhos, objetos e gravuras diversas entre si, sem um único estilo que o identifique.

“Egito Antigo - do Cotidiano à Eternidade” (em cartaz no CCBB São Paulo): Uma oportunidade única de conhecer a história do Egito Antigo, através de 140 peças vindas do Museu Egípcio do Turim, que possui o segundo maior acervo egípcio do mundo. Entre esculturas, pinturas, objetos cotidianos, litúrgicos e ostracons (fragmentos de cerâmica ou pedra usados para escrever mensagens oficiais), sarcófagos e múmias (humanas e de animais), a exibição se divide em três seções - vida, religião e eternidade - que ilustram o cotidiano das pessoas do vale do Nilo, revelam características do politeísmo egípcio e abordam suas práticas funerárias.

Programação fornecida pela produção/estabelecimento e sujeita à alteração. Confirme antes de sair de casa.

Horários
25/06/2020 (Quinta)
10h00
Valores
gratuito
Idade recomendada
de 5 a 9 anos
de 9 a 13 anos